ORÇAMENTO E FINANÇAS

Atendimento em Libras em órgãos municipais aguarda parecer da PBH

quinta-feira, 11/04/19 11:32

Relatora vai questionar o Executivo sobre a viabilidade do projeto; PPP na área da saúde é tema de outro pedido de informação

A possibilidade de implantação do atendimento em Libras nas repartições públicas do Município, de forma presencial ou por meio de tecnologias de tradução simultânea, prevista em projeto de lei, aguarda informações do Executivo antes de receber parecer final. O pedido de diligência à proposta, que tramita em 2º turno, foi aprovado nesta quarta (10/4) na Comissão de Orçamento e Finanças Públicas. Após receber o parecer final, o PL estará pronto para inclusão na pauta do Plenário. O encaminhamento de pedido de informação à Prefeitura sobre o contrato de Parceria Público-Privada (PPP) para manutenção de centros de saúde também recebeu parecer favorável.

Todos os vereadores presentes votaram favoravelmente ao pedido de diligência de Marilda Portela (PRB) ao PL 424/17, de Elvis Côrtes (PHS), que autoriza a Prefeitura a disponibilizar plataforma digital de videoconferência que promove tradução simultânea para a língua brasileira de sinais (Libras), em suas centrais de atendimento, sempre que um cidadão deficiente auditivo demandar o serviço público. O texto determina ainda que a empresa contratada para fornecer o equipamento, bem como o servidor que irá operá-lo, devem estar devidamente preparados e qualificados para a prestação do serviço, por meio de cursos específicos.

Tramitando em 2º turno, o PL retornou à comissão para apreciação das emendas nº 1 e nº 2, apresentadas, respectivamente, por Irlan Melo (PR) e pelo próprio autor. A primeira permite a contratação de intérpretes ou pessoas capacitadas em Libras para atender essas pessoas; e a segunda altera a redação da matéria, determinando que a plataforma digital seja instalada em local acessível na unidade de atendimento.

Alegando que a proposta não inclui a previsão de reserva orçamentária para sua implantação e execução, antes de emitir seu parecer a relatora decidiu solicitar informações por escrito à Secretaria de Planejamento Orçamento e Gestão para esclarecer quais são os recursos necessários para a implementação da norma e se ela abrange as diretrizes propostas no Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG) da atual gestão.

Fonte: CMBH

Últimas notícias

ver mais
CONGRESSO DO SINJUS 11º CONSINJUS ATUALIZA ESTATUTO E REGIMENTO ELEITORAL quarta-feira, 17/04/19 16:10 O 11º Congresso dos Servidores da Justiça de Minas Gerais (Consinjus), realizado nos dias ...
CONVOCATÓRIA TODOS AO ATO PÚBLICO E AGE, NA QUARTA-FEIRA, 24/4, 13H terça-feira, 16/04/19 18:38 VAMOS PROTESTAR E DELIBERAR SOBRE O CORTE DE PONTO! VISTA SUA CAMISA PRETA: SÓ ...
DEMANDA DA CATEGORIA FENAJUD QUER PERMISSÃO PARA SERVIDORES ADVOGAREM terça-feira, 16/04/19 17:20 A Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados (Fenajud) pediu ingresso, como amicus ...

Convênios

ver mais
Cruzeiro Esporte Clube – Clubes Barro Preto e Pampulha Clubes Barro Preto e Pampulha . BH (31) 3291 2599 www.cruzeiro.com.br ISENÇÃO da Taxa de Adesão ver mais
Globalcell Assistência Técnica Celulares Vila Paris . BH (31) 3657 6761 ou 98120 8155 http://twixar.me/gzTK 10% a 15% ver mais
Fina Forma Clínicas de Estética Savassi, Funcionários, Buritis e Ouro Preto . BH (31) 98787 2922 www.finaforma.com.br 10% a 15% ver mais
BH parking (Barro Preto) Estacionamentos Barro Preto . BH (31) 99967 3837 / 99897 7298 www.bhparking.business.site 15% a 43% ver mais
Bancorbrás Viagens e Turismo Viagens e turismo Funcionários . BH (31) 4009 3400 www.bancorbras.com.br 50% na Taxa de Adesão ver mais
Top