TRANSTORNOS EMOCIONAIS

CNJ propõe cuidados com a saúde mental de juízes e servidores

segunda-feira, 19/11/18 11:45

A saúde emocional dos magistrados e dos servidores do judiciário será a prioridade do Comitê Nacional de Atenção Integral à Saúde, coordenado pelo conselheiro do Conselho Nacional de Justiça, Valtércio Ronaldo de Oliveira. A primeira reunião acontecerá na próxima quarta-feira (21/11) e propõe traçar as metas e linhas de trabalho do comitê.

De acordo com um levantamento do Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ de 2016, ansiedade e depressão são as principais doenças relatadas pelos servidores e magistrados.

Transtornos mentais e comportamentais foi o quarto grupo de doenças mais expressivo nas ausências ao trabalho naquele ano, com mais de 17 mil ocorrências, o que corresponde a 11,8%.

A Justiça Estadual foi o ramo com maior percentual de ausências, com 13%. Em seguida, aparecem: Justiça do Trabalho (10,4%), Justiça Federal (9,9%), Justiça Eleitoral (8,8%), tribunais superiores (7,9%) e a Justiça Militar com 3,8%.

Fazem parte da equipe o conselheiro Arnaldo Hossepian, a juíza auxiliar da presidência da CNJ, Flávia Pessoa; o juiz do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), Luiz Antônio Colussi; a juíza do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, Maria Isabel da Silva; e o juiz do Trabalho aposentado, Rodnei Rodrigues. Com informações da Assessoria do CNJ.

Fonte: Conjur

Últimas notícias

ver mais
REVISÃO SALARIAL TRIBUNAIS GARANTEM DATA-BASE, MAS TJMG AINDA NÃO sexta-feira, 13/09/19 16:06 Enquanto outros tribunais de Justiça pelo País estão se esforçando para cumprir o direito ...
curso online Curso aborda saúde mental e trabalho no Judiciário sexta-feira, 13/09/19 14:11 O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) abriu curso online gratuito sobre saúde mental para ...
DOCUMENTÁRIO GREVE DOS SERVIDORES ABRIU CAMINHO PARA LEI DA DATA-BASE quarta-feira, 11/09/19 18:44 O Documentário “SINJUS-MG, 30 anos. Jovem de luta!” trata dos momentos importantes dessa trajetória ...
Top