Inclusão

Comissão vai ao Mineirão analisar acessibilidade

terça-feira, 15/05/18 11:18

Público cadeirante e com mobilidade reduzida denuncia falta de elevador e outras limitações do estádio

O estádio Governador Magalhães Pinto, popularmente conhecido como Mineirão, é um dos principais pontos turísticos da capital. Além de receber importantes jogos, sua esplanada serve como palco para diferentes eventos culturais. Com isso, é grande o número de pessoas que frequentam o espaço, exigindo uma boa infraestrutura para atendimento. Para avaliar essa estrutura e denúncias relacionadas à falta de acessibilidade, a Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor irá realizar, na quarta-feira (16/5), visita técnica ao estádio.

Segundo o requerente, vereador Irlan Melo (PR), a demanda surgiu durante o 1º Seminário para o Estatuto Municipal da Pessoa com Deficiência, realizado no dia 17 de abril. Os participantes explicaram que o estádio não apresenta uma estrutura adequada para receber pessoas com deficiência. Como exemplo, foi citada a ausência de tomadas para recarregamento das cadeiras de rodas e a entrada sem elevador de acesso. Além disso, foi destacado que os cadeirantes encontram dificuldades para se locomover no espaço. Para acompanhar a visita, foi convidada a secretária municipal de Políticas Sociais, Maíra da Cunha Pinho.

Construção coletiva para acessibilidade

Durante o seminário realizado em abril, que contou com a participação da sociedade civil, especialistas e Executivo Municipal, foram apresentados os problemas enfrentados pelos deficientes na cidade e sugestões para a elaboração do Estatuto Municipal de Inclusão. Foi apontado, ainda, que as normas destinadas às pessoas com deficiência encontram-se defasadas, o que dificulta uma execução mais efetiva e gera limitações à inclusão. A proposta é que sejam realizados outros seminários para que a lei seja construída de forma coletiva.

Fonte: Superintendência de Comunicação Institucional

Últimas notícias

ver mais
ORÇAMENTO E FINANÇAS Repartições públicas podem ter que assegurar atendimento em LIBRAS sexta-feira, 21/09/18 12:06 A presença de um intérprete favoreceria pessoas com deficiência auditiva, democratizando o uso da ...
JUDICIÁRIO Conselheiro do CNJ chama TJPR de “cabide de empregos” quinta-feira, 20/09/18 15:35 O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) foi duramente criticado na primeira sessão do ...
Top