Data-Base não está relacionada a aumento salarial. Este é um instrumento de correção inflacionária. Uma vez por ano, no mês de maio, o TJMG deve incorporar a Revisão Geral nos vencimentos dos servidores do Judiciário mineiro, que é medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Este direito foi regulamentado em 2010, pela Lei 18.909.

Situação atual O Projeto de Lei 4.873/2017, que concede 3,2% de revisão anual na remuneração dos servidores do Judiciário, transformou-se na Lei 23.111/2018, sancionada pelo governador de Minas Gerais em exercício e presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Nelson Missias. O ato foi realizado na quinta-feira, dia 29/11. A incorporação dos 3,2% ocorreu na folha de dezembro, creditada em 1º/1/2019 e apenas 25% do retroativo foi pago aos servidores, sendo que, de forma unilateral, o TJMG anunciou, em janeiro, o parcelamento dos 75% restantes em inacreditáveis 36 parcelas.

Últimas notícias

VERBA GARANTIDA GOVERNO DE MINAS DESMENTE TJMG SOBRE REPASSES sexta-feira, 22/02/19 18:36 Em entrevista exclusiva ao Sindicato dos Servidores da Justiça de 2ª Instância do Estado ...
PARALISAÇÃO COMANDO DE GREVE DEFINE ATOS PARA MOBILIZAÇÕES NO TJ sexta-feira, 22/02/19 14:34 Diante da deliberação dos servidores de segunda instância do Tribunal de Justiça de Minas ...
ENTREVISTA EXCLUSIVA ZEMA GARANTE REPASSE REGULAR DE DUODÉCIMOS AO TJMG quinta-feira, 21/02/19 12:47 A Administração do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) vem deixando os seus ...
GREVE CATEGORIA DELIBERA POR PARALISAÇÃO NO DIA 28/02 quarta-feira, 20/02/19 19:39 Depois das últimas demonstrações de descaso do presidente do Tribunal de Justiça de Minas ...