Luta histórica

ANTIRRACISMO: UMA LUTA DE TODOS

terça-feira, 21/03/23 16:02 imagem preto e branco de um homem negro em posição de protesto usando camiseta e boina pretas, óculos escuros e segurando um alto falante. Ao fundo há um mosaico com losangos coloridos em verde, preto, laranja e vermelho sobre uma camada azul escura.

Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, comemorado em 21 de março, tem como significado a resistência e o desejo por direitos iguais. O artigo 1º da Convenção Internacional sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial diz:

“Discriminação Racial significa qualquer distinção, exclusão, restrição ou preferência baseada na raça, cor, ascendência, origem étnica ou nacional com a finalidade ou o efeito de impedir ou dificultar o reconhecimento e exercício, em bases de igualdade, aos direitos humanos e liberdades fundamentais nos campos político, econômico, social, cultural ou qualquer outra área da vida pública”.

A data foi escolhida em memória das pessoas negras que foram assassinadas, nesse mesmo dia, em 1960, em Joanesburgo, na África do Sul. Naquela época vigorava a política de separação de raças, conhecida mundialmente como Apartheid, motivando muitos protestos e dentre eles um ficou marcado: o Massacre de Shapperville. Durante um protesto pacífico contra a Lei do Passe (lei que obrigava pessoas negras a portarem um documento que continha os locais onde eles poderiam circular), 69 pessoas morreram e 186 ficaram feridas após serem repelidas com violência pelas forças do Estado da província de Gauteng.

Esse é um dia que convida todos a repensarem seu lugar na sociedade, como agir e contribuir em prol da luta antirracista. São questionamentos que podem ser feitos em todos os lugares e em todas as classes sociais. No Brasil, mesmo com a escravidão abolida há mais de 100 anos, muita coisa não mudou e existe uma dívida social, cultural e econômica para com ecom negros e negras que ainda se perpetua nos dias de hoje e que só pode mudar com a participação ativa de cada um.

Ações antirracistas são bem-vindas em todos os ambientes sociais: na escola, no ambiente de trabalho, na fila do banco, no supermercado, no shopping, entre tantos outros locais em que presenciamos situações de racismo. Procurar aprender mais sobre a luta também é essencial, e existem milhares de informações disponíveis nos mais diversos canais atualmente. É possível encontrar artigos, livros, documentários, vídeos e podcasts sobre o assunto, com abordagens acessíveis e didáticas para quem tem interesse em saber mais sobre o tema.

O SINJUS-MG apoia e reconhece a luta antirracista e convida todos a refletirem sobre a importância desse assunto, como também a pensar em ações efetivas que podem ser praticadas com o objetivo de minimizar as ocorrências do racismo no dia a dia.

Ao presenciar um episódio de discriminação por raça ou cor, não se cale! Auxilie quem está sendo agredido e, se for o caso, chame a polícia, pois a injúria racial e o racismo são crimes previstos na legislação brasileira.

Últimas notícias

ver mais
No primeiro plano há um gráfico com duas setas, uma ascendente na cor verde marcada como Produtividade e outra descendente na cor vermelho onde está escrito valorização. No segundo plano há a imagem do edifício sede do tribunal de Justiça de Minas Gerais. DESVALORIZAÇÃO TJMG SUPERA METAS DE PRODUTIVIDADE, MAS NEGLIGENCIA DIREITOS DOS SERVIDORES quinta-feira, 22/02/24 17:56 Na última terça-feira, dia 20 de fevereiro, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais ...
Registro de uma sessão no plenário do Supremo Tribunal Federal, com os ministros vestidos com togas pretas sentados em uma mesa, o ambiente aparenta muita formalidade. Sobre essa imagem há um selo preto grande que simula um adesivo, nele há a mensagem "Não ao RRF!". NÃO AO RRF! STF CONFIRMA AMPLIAÇÃO DO PRAZO DE SUSPENSÃO DA DÍVIDA DE MG, E SINDICATOS COBRAM ACORDO quarta-feira, 21/02/24 17:49 Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) referendou nessa terça-feira, dia ...
montagem mostra uma mulher negra de costas, vestida com uma blusa branca, ela tem um laptop à sua frente e está com as mãos sobre o teclado, as unhas dela estão pintadas com esmalte vermelho. Na tela do computador, há uma tela onde há quatro pessoas, participantes de uma live do Sindicato SINTAJ-PB, em um dos quadros está o coordenador-geral do SINJUS-MG, Alexandre Pires, um homem branco, de cabelos bem curtos e barba bem curta. Conteúdo textual: Isonomia - Alexandre Pires defende Auxílio-Saúde digno para servidores do Judiciário em live do SINTAJ-PB. ISONOMIA ALEXANDRE PIRES DEFENDE AUXÍLIO-SAÚDE DIGNO PARA SERVIDORES DO JUDICIÁRIO EM LIVE DO SINTAJ-PB quarta-feira, 21/02/24 15:06 FOTO: DC Studio / Freepik Nessa segunda-feira, dia 19 de fevereiro, o coordenador-geral do ...

Convênios

ver mais
Espaço GS Pilates Fisioterapia Coração de Jesus . Belo Horizonte (31) 98284-0699 15% ver mais
Fábio Augusto Provinciali Terapias integrativas Funcionários . BH (31) 99261-4235 10% ver mais
DROGA RAIA Convênios . Belo Horizonte, RMBH, Rio de Janeiro, São Paulo, sul do Brasil. www.drogaraia.com.br 17% a 44% ver mais
DROGASIL Convênios . Minas Gerais, São Paulo, Nordeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil www.drogasil.com.br 17% a 44% ver mais
Top Fale conosco