DEFASAGEM

Data-Base atrasada e Auxílio-Saúde insuficiente castigam servidor do TJMG

sexta-feira, 26/01/24 13:55 Imagem ilustrativa com o fundo roxo, a frente se vê um homem com o semblante de preocupação segurando um papel com a logo da "Data Base, eu não abro mão" ao redor do mesmo algumas moedas e setas para a baixo representando a defasagem de recursos, a representação da saúde com um coração na cor cinza e uma seta decrescente mostrando o declínio de recursos na área da saúde, e um balão de fala com a logo do "Auxilio de saúde digno já".

Janeiro costuma ser um dos meses que mais pesam no bolso do cidadão: IPTU, IPVA, matrícula escolar para quem tem filhos, fora as despesas rotineiras como luz, água, internet, cuidados com saúde, entre outras. Para os servidores do Judiciário mineiro tem sido um desafio equilibrar as contas e manter um padrão de vida adequado, já que a Data-Base 2023 está atrasada há quase nove meses. Essa situação tem impactado diretamente o poder de compra dos servidores, enquanto o Auxílio-Saúde continua sendo insuficiente para cobrir os custos necessários.

A Revisão Geral liderou as discussões das Mesas de Negociação entre os Sindicatos e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) no ano passado. Os representantes sindicais  pressionaram a Administração para que o projeto de lei da Data-Base 2023 fosse encaminhado à Assembleia Legislativa antes de o ano terminar, mas o Tribunal não atendeu à solicitação, empurrando a tratativa para este ano. Na última reunião, realizada em dezembro, os representantes do Tribunal afirmaram que o projeto terá tramitação interna e será enviado à ALMG assim que houver cenário positivo para o envio. 

“O atraso da Data-Base é um atentado a um direito legítimo do servidor, regido por lei. Entendemos que o projeto de lei deve ser enviado o mais rápido possível, pois, em anos anteriores, os servidores tiveram a recomposição de seus vencimentos abaixo do índice de inflação, ou seja, houve perda salarial”, analisa o coordenador-geral do SINJUS-MG, Alexandre Pires. 

E a promessa de reajuste substancial do Auxílio-Saúde?

Ao longo dos últimos meses, os Sindicatos vinham negociando com o Tribunal o reajuste substancial do Auxílio-Saúde, mas o avanço ficou aquém do esperado. Mesmo com o último reajuste concedido, o valor do benefício permanece abaixo das necessidades dos servidores. Muitos relatam dificuldades em arcar com consultas, exames e procedimentos médicos, considerando o montante disponibilizado insuficiente para lidar com o custo crescente dos planos de saúde. Enquanto isso, os valores do benefício pago aos magistrados são, no mínimo, seis vezes maiores e suficientes para arcar com as despesas médicas. 

“O cenário é preocupante, já que a defasagem na Data-Base e a insuficiência do Auxílio-Saúde estão impactando diretamente a qualidade de vida e o bem-estar dos servidores. É fundamental que o TJ implemente uma política de valorização da categoria para garantir a manutenção do poder de compra das remunerações dos servidores e para reduzir a enorme disparidade entre as políticas de atenção à saúde de magistrados e de servidores”, afirma o diretor de Assuntos Jurídicos do SINJUS, Felipe Rodrigues. 

Em 2024, a campanha “Auxílio-saúde digno já!” continua. O objetivo dos Sindicatos é lutar para que o benefício da categoria realmente passe a ser adequado à sua finalidade e isonômico ao recebido pela magistratura.

Negocia, TJMG! 

Os Sindicatos protocolaram um ofício na última semana, requerendo o agendamento urgente de uma reunião da Mesa de Negociação ainda em janeiro, além do calendário com as previsões de datas de todas as reuniões do ano para tratar das principais demandas da categoria. 

Fique atento ao site e às mídias do SINJUS e acompanhe essa luta!

SINDICATO É PRA LUTAR!

Notícias relacionadas

Alexandre Pires, coordenador-geral do SINJUS-MG e Felipe Rodrigues, diretor de Assuntos Jurídicos do Sindicato em mesa de negociação com o presidente do TJMG, o desembargador José Arthur Filho. Na mesa, também estão presentes os representantes do Serjusmig e do SINDOJUS/MG.
PAUTA DE REIVINDICAÇÕES REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA MESA DE NEGOCIAÇÕES DEFINE NOVOS VALORES DOS AUXÍLIOS E DILIGÊNCIAS segunda-feira, 18/12/23 22:08 Após muita insistência e cobrança do SERJUSMIG, SINDOJUS e SINJUS, foi realizada nesta segunda-feira (18) uma reunião extraordinária entre as entidades e a direção do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).  A reunião definiu os novos valores dos ... leia mais
Edifício-sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a edificação tem pilares em concreto, janelas em vidro escuro que formam linhas horizontais e uma placa vermelha com o letreiro TJMG. sobre essa foto, há a aplicação digital dos logos dos três sindicatos que representam os servidores da Justiça, o Sindojus-MG, o Serjusmig e o SINJUS-MG.
DIREITOS PENDENTES TJMG ENTRA NO MÊS DO SERVIDOR EM DÍVIDA COM A CATEGORIA sexta-feira, 29/09/23 11:01 Ao longo do ano, diversas pautas de interesse das servidoras e dos servidores foram levadas à Mesa de Negociação com os representantes do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) pelo SINJUS-MG, pelo SERJUSMIG e pelo SINDOJUS/MG. Em muitas ... leia mais

Últimas notícias

ver mais
No primeiro plano há um gráfico com duas setas, uma ascendente na cor verde marcada como Produtividade e outra descendente na cor vermelho onde está escrito valorização. No segundo plano há a imagem do edifício sede do tribunal de Justiça de Minas Gerais. DESVALORIZAÇÃO TJMG SUPERA METAS DE PRODUTIVIDADE, MAS NEGLIGENCIA DIREITOS DOS SERVIDORES quinta-feira, 22/02/24 17:56 Na última terça-feira, dia 20 de fevereiro, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais ...
Registro de uma sessão no plenário do Supremo Tribunal Federal, com os ministros vestidos com togas pretas sentados em uma mesa, o ambiente aparenta muita formalidade. Sobre essa imagem há um selo preto grande que simula um adesivo, nele há a mensagem "Não ao RRF!". NÃO AO RRF! STF CONFIRMA AMPLIAÇÃO DO PRAZO DE SUSPENSÃO DA DÍVIDA DE MG, E SINDICATOS COBRAM ACORDO quarta-feira, 21/02/24 17:49 Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) referendou nessa terça-feira, dia ...
montagem mostra uma mulher negra de costas, vestida com uma blusa branca, ela tem um laptop à sua frente e está com as mãos sobre o teclado, as unhas dela estão pintadas com esmalte vermelho. Na tela do computador, há uma tela onde há quatro pessoas, participantes de uma live do Sindicato SINTAJ-PB, em um dos quadros está o coordenador-geral do SINJUS-MG, Alexandre Pires, um homem branco, de cabelos bem curtos e barba bem curta. Conteúdo textual: Isonomia - Alexandre Pires defende Auxílio-Saúde digno para servidores do Judiciário em live do SINTAJ-PB. ISONOMIA ALEXANDRE PIRES DEFENDE AUXÍLIO-SAÚDE DIGNO PARA SERVIDORES DO JUDICIÁRIO EM LIVE DO SINTAJ-PB quarta-feira, 21/02/24 15:06 FOTO: DC Studio / Freepik Nessa segunda-feira, dia 19 de fevereiro, o coordenador-geral do ...

Convênios

ver mais
Espaço GS Pilates Fisioterapia Coração de Jesus . Belo Horizonte (31) 98284-0699 15% ver mais
Fábio Augusto Provinciali Terapias integrativas Funcionários . BH (31) 99261-4235 10% ver mais
DROGA RAIA Convênios . Belo Horizonte, RMBH, Rio de Janeiro, São Paulo, sul do Brasil. www.drogaraia.com.br 17% a 44% ver mais
DROGASIL Convênios . Minas Gerais, São Paulo, Nordeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil www.drogasil.com.br 17% a 44% ver mais
Top Fale conosco