SÉRIE ESPECIAL

PEC 32 abre portas para o fim do SUS

segunda-feira, 30/08/21 11:34

Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Se reforma for aprovada SUS perderá financiamento e autonomia além da saúde poder ser privatizada

Mariana Arêas
Edição: Elis Almeida

Voltar o Brasil aos tempos de pré-Constituição, como pretende a chamada Reforma Administrativa proposta pelo governo Bolsonaro, atinge em cheio uma das maiores conquistas do país: o Sistema Único de Saúde.

Se aprovada, o SUS tal qual como conhecemos hoje, será um dos grandes alvos das mudanças estruturais da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32. Além de perder financiamento, as políticas públicas de saúde poderão ser repassadas à iniciativa privada até mesmo sem contrapartida financeira.

O ex-presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e atual conselheiro, Francisco Batista Júnior, avalia que se não for barrada, a PEC 32 “será a mais dura derrota, porque significará, na prática, a extinção da política pública mais democrática e inclusiva que dispomos. É um golpe mortal no Sistema Único de Saúde, naquilo que diz respeito aos seus princípios fundamentais, a universalidade, a integralidade e a equidade”.

O médico de família e comunidade do SUS-BH, Bruno Pedralva, também teme que a aprovação do texto inviabilize a existência do SUS.

“A PEC 32 sucateia e desmonta o Sistema Único de Saúde. Primeiro porque enfraquece todas as políticas públicas e, particularmente, a saúde. Profissionais da saúde do SUS vão ficar tutelados pelo gestor de plantão, pelo prefeito, governador. Os vínculos vão ficar muito frágeis. A estabilidade, que é um direito constitucional para que os servidores tivessem compromisso com o povo e não com gestor de plantão, vai cair se essa PEC for aprovada. E segundo, ela abre brechas para a privatização completa dos serviços de saúde”.

Conselho denuncia favorecimento do setor privado

A possibilidade de entregar a estrutura do SUS ao setor privado preocupa o Conselho Nacional de Saúde (CNS) que pediu o arquivamento imediato da PEC 32. O documento com as considerações e recomendações foi enviado à Câmara dos Deputados, ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Tribunal de Contas da União (TCU).

“A PEC nº 32/2020 entrega grande parte do serviço público ao setor privado, repassando a esse, recursos financeiros e sem retorno aos cofres públicos, restando para a sociedade setores sucateados e longa espera em atendimento”, diz trecho da nota técnica do CNS.

Na avaliação do ex-presidente do CNS, a redução de servidores de carreira proposta pela PEC também dará lugar ao fisiologismo e ao cabide de empregos como regra no serviço público. Ainda segundo ele, o concurso público, as carreiras e a estabilidade do servidor é “a garantia de acesso ao Sistema dos mais preparados profissionais e da sua imunidade à nociva ingerência político partidária na administração pública, com todos os graves problemas que essa ingerência causa”.

SUS, pandemia e PEC 32

A lição que muitos tiraram com a pandemia de covid-19 foi que a estrutura pública, em especial na área da saúde, é um forte aliado para superar essa que foi a mais grave crise desde a Segunda Guerra Mundial.

Mais de 150 milhões de brasileiros dependem do SUS exclusivamente, segundo dados do IBGE de 2019. Essa necessidade da saúde pública foi ainda mais evidente com o enfrentamento da pandemia. No Brasil, a produção de vacina, por exemplo, teve o aporte de duas autarquias ligadas ao SUS a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Butantã.

“O SUS se mostrou essencial, salvou vidas, tanto na assistência direta às pessoas, quanto na prevenção da infecção no coronavírus, cada vacina no braço do povo brasileiro é fruto do SUS”, defende Bruno Pedralva.

Para Francisco Batista Júnior, o SUS terá ainda que acompanhar as consequências e sequelas da covid-19 nos próximos anos. “Suas consequências a médio e longo prazos já são bastante conhecidas com as pessoas vitimadas necessitando de longos tratamentos de problemas clínicos, físicos e psicológicos que permanecem após a fase aguda e de tratamento. As alterações propostas pela PEC 32 eliminam qualquer possibilidade de disponibilizar para a população um Sistema com plena capacidade de dar a resposta necessária à população”.

Fonte: Especial Brasil de Fato “O que a Reforma Administrativa irá tirar de você?”

Notícias relacionadas

SÉRIE ESPECIAL PEC 32 vai impactar comércio, emprego e serviços quarta-feira, 25/08/21 12:13 Foto: Oleg Magni / Pexels A cada 10 servidores públicos, 6 trabalham no nível municipal e a maioria ganha mal Clayton Zarattini e Wallace Oliveira Edição: Elis Almeida   A Reforma Administrativa discutida no Congresso terá impactos diretos nos ... leia mais
ESPECIAL PEC 32 Famílias gastariam R$ 770/mês para educar cada filho terça-feira, 24/08/21 13:58 Foto: CDC/Pexels Reforma prevê mudanças nas leis sobre educação, e ensino ficaria sob responsabilidade dos pais e escolas particulares Rafaella Dotta Edição: Elis Almeida   A educação é um dos temas que mais preocupam a população nesse momento, isso ... leia mais
IDEOLOGIA QUATRO MITOS SOBRE A REFORMA ADMINISTRATIVA FEDERAL segunda-feira, 23/08/21 14:12 Imagem: Depositphotos Governo propaga a ideia de que servidores são privilegiados e pouco eficientes Wallace Oliveira Edição: Elis Almeida O Congresso Nacional está prestes a votar, em setembro, uma das mudanças mais agressivas no Estado brasileiro, apelidada pelo governo ... leia mais
ESPECIAL O QUE A REFORMA ADMINISTRATIVA IRÁ TIRAR DE VOCÊ? segunda-feira, 23/08/21 14:14 Imagem: Free Mockup Zone O Portal “Brasil de Fato MG”, em parceria com o SINJUS-MG e outros sindicatos de Minas Gerais, preparou uma série de reportagens para explicar em detalhes o que pretende o governo Bolsonaro com a Reforma ... leia mais

Últimas notícias

ver mais
fundo marrom que traz com fotos dos participantes da live que serão descritos na apresentação. Conteúdo textual: Live #39 – Transmissão ao vivo em nosso canal www.youtube.com/SINJUSMG/ Votação da Data-Base no Órgão Especial e desafios na ALMG, com Alexandre Pires (Coordenador-geral do SINJUS) - homem de pele clara, olhos e cabelos castanhos, e Wagner Ferreira (diretor de assuntos Jurídicos do SINJUS-MG) – homem negro, com olhos e cabelos curto. Quarta-feira, 1º de dezembro 2021, 19h. Acessível em Libras. Card fecha com logo do SINJUS-MG. LIVE SINJUS #39 VOTAÇÃO DA DATA-BASE NO ÓRGÃO ESPECIAL E DESAFIOS NA ALMG segunda-feira, 29/11/21 18:38 Na tarde desta quarta-feira, dia 1º de dezembro, o Órgão Especial (OE) do Tribunal ...
APOSENTADORIA ESPECIAL E BPC SINJUS PEDE ACESSO A RELATÓRIO QUE VAI MUDAR AVALIAÇÃO DE DEFICIÊNCIA sexta-feira, 26/11/21 18:00 O Núcleo da Pessoa com Deficiência (NPD) do SINJUS-MG, com base na Lei de ...
Governador de Minas Gerais, Romeu Zema (homem de pele clara, cabelos grisalhos curtos e usando óculos preto e camisa cinza) em pé, durante pronunciamento em um púlpito e segurando uma folha com o seu texto de discurso. IMPASSE NA ALMG ZEMA DIZ QUE NÃO VAI RETIRAR URGÊNCIA DO PL DE ADESÃO AO RRF quinta-feira, 25/11/21 16:18 Foto: Isac Nóbrega/PR O governador Romeu Zema (Novo) disse nesta quarta-feira (24) a O ...

Convênios

ver mais
Deixe Aqui Self Storage Locação/aluguel Carlos Prates . BH (31) 99967-3202 / (31) 98377-2636. 10% ver mais
Sorte Minas Loterias – Crédito e financiamentos Financiamento e Crédito Centro . BH (31) 99977-1374 / (31) 98348-9612. Taxa de 0,99% a.m. ver mais
Dentista Maurício de Miranda Carvalho Odontologia Funcionários . BH (31) 99996-0313 25% ver mais
Crossfat Centro de Emagrecimento Academias Lourdes, Santa Efigênia e Buritis . BH (31) 98446-0779, (31) 99389-1718 e (31) 99396-1617 https://crossfat.com.br/ 30% ver mais
Clube Labareda Clubes Itapoã . BH (31) 3499-1313 https://atletico.com.br/paginas/labareda-clube 75% na Taxa de Adesão ver mais
Top Fale conosco