ANEXO I

TJMG responde ofício do SINJUS-MG sobre elevadores e abastecimento de água

quinta-feira, 19/01/23 17:28

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) respondeu o ofício 93/2022 enviado pelo SINJUS-MG em dezembro de 2022, cobrando explicações sobre questões relacionadas aos problemas de funcionamento dos elevadores e abastecimento de água no Anexo I da Unidade Goiás.

Inicialmente, o TJMG, por meio da Diretoria Executiva de Engenharia e Gestão Predial, explicou que ocorreram problemas atípicos nos elevadores da unidade, mas que a solução foi rápida.

“A condição relatada no ofício SINJUS relativa aos elevadores, em que apenas 01 (um) dos 04 (quatro) equipamentos estava disponível, teve caráter atípico, havendo imediata atuação por parte da fiscalização junto à empresa mantenedora para que a normalidade fosse restabelecida com a maior brevidade possível”, relatou o TJ no documento enviado ao SINJUS.

O Tribunal ainda esclareceu que, desde a reclamação, passou a fazer vistorias constantes para evitar novos problemas. “A partir de tal evento a fiscalização iniciou monitoramento diário da condição operacional dos elevadores junto à administração da unidade com vistas a menor tempo de resposta em caso de necessidade de intervenção técnica.

O referido monitoramento está em curso e será mantido por tempo indeterminado”, acrescentou. No ofício 93/2022, o Sindicato argumentou que a situação impacta a qualidade do ambiente de trabalho, refletindo na saúde e também na produtividade de servidoras e servidores.

Ainda no documento, o SINJUS ressaltou que é dever do TJMG garantir a acessibilidade adequada para todos, e que tal situação se apresentava como uma barreira para pessoas com deficiência, necessidades especiais, doenças graves, gestantes e em outras condições.

Problemas com abastecimento de água

Já sobre a outra situação relatada no ofício, relativa ao abastecimento de água, ao barulho e à sujeira, o TJMG informou na sua resposta ter questionado a empresa que presta serviços de reparos, obras e impermeabilização da caixa-d’água. Em resposta, no entanto, a firma salientou que os problemas não eram causados por funcionários dela, uma vez que todos os cuidados são devidamente respeitados.

“Quanto às reclamações de falta de água, barulho e sujeira, a Contratada manifestou que os serviços na referida edificação já foram concluídos. Atualmente estão trabalhando apenas no 12º pavimento, e acreditam que a reclamação não seja pertinente ao serviço executado por eles. E, apesar disso, informaram que seus colaboradores foram orientados a redobrar os cuidados no que se trata da prestação desse serviço na edificação”, respondeu em documento enviado ao
SINJUS-MG.

Denúncias

O SINJUS segue atento e lutando pela saúde e por condições adequadas de trabalho para as servidoras e os servidores. Se você tem conhecimento de alguma situação irregular no seu setor, denuncie! Basta enviar mensagem para o e-mail [email protected] Sua identidade será preservada.

Últimas notícias

ver mais
Representantes sindicais estão lado a lado em frente à entrada do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), em Brasília, eles estão em trajes sociais e com semblante sério. Entre os sindicalistas estão Alexandre Pires, coordenador-geral e Felipe Rodrigues, diretor Financeiro, ambos do SINJUS-MG. JUSTIÇA SINJUS-MG VAI A BRASÍLIA LUTAR PELO TELETRABALHO JUNTO AO CNJ quarta-feira, 01/02/23 17:04 Nessa terça-feira, dia 31 de janeiro, sindicalistas do SINJUS-MG se dirigiram a Brasília e ...
NOVO REPRESENTANTE Wagner Ferreira toma posse como vereador nesta 4ª, 1°/2 terça-feira, 31/01/23 16:44 O SINJUS-MG convida a todos para a posse do novo vereador de Belo Horizonte, ...
Ambiente de trabalho tumultuado com persianas enroladas em seus próprios trilhos, elas estão sobre os armários, sem instalação adequada e formam um grande volume. Nos armários há nichos contendo arquivos com documentos. AMBIENTE DE TRABALHO SINJUS volta a cobrar condições adequadas na unidade do TJ da Av. Afonso Pena, 1.500 segunda-feira, 30/01/23 19:41 Para o bom desenvolvimento das atividades de rotina do trabalho, é necessário que se ...
Top Fale conosco