LUTA NA ALMG

ENTRA NA PAUTA PL QUE TIRA VAGAS DA PROMOÇÃO VERTICAL

segunda-feira, 24/05/21 19:08

Desde que o Projeto de Lei 2308/2020 chegou ao Legislativo estadual, o SINJUS-MG vem monitorando a tramitação dessa proposta do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que pretende extinguir 368 cargos de Oficial Judiciário, reduzindo assim as vagas da Promoção Vertical (PV). Nos últimos dias, voltaram a ocorrer movimentações em torno dessa matéria, que foi incluída na pauta da sessão desta terça-feira, dia 25 de maio, da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Por isso, o SINJUS está intensificando suas articulações para evitar mais essa desvalorização dos servidores do Judiciário mineiro.

Segundo informações obtidas pelo Sindicato, o atual relator do PL 2308/2020, deputado Sávio Souza Cruz (MDB), vai distribuir o parecer em avulso. Dessa forma, a expectativa é de que a apreciação ocorra apenas na próxima semana, mas o SINJUS já está em contato com todos os membros da CCJ em busca de apoio contra a extinção desses 368 cargos efetivos de Oficial Judiciário.

Impacto sobre a Promoção Vertical

O PL 2308/2020 vai impactar negativamente sobre as Promoções Verticais dos servidores do TJMG. Com a extinção dos 368 cargos efetivos, o número de vagas nos próximos editais das PVs será reduzido, pois essa quantidade é calculada com base em um percentual do número total de cargos (clique aqui e saiba mais). Assim, o processo ficará ainda mais concorrido e mais servidores vão ficar com a carreira congelada.

“As servidoras e os servidores já estão sendo penalizados com o limite de vagas imposto pelo TJMG nas últimas Promoções Verticais. Tivemos uma luta forte contra esse dispositivo em 2019 durante a tramitação do PL da Unificação das Carreiras e conseguimos aprovar a possibilidade de um acréscimo de 25% nos limites. Agora, esse projeto elaborado pelo Tribunal é a mais nova ameaça à carreira dos servidores. Por isso, precisamos que toda a categoria acompanhe as ações do Sindicato para que, na hora certa, se mostre mobilizada para essa batalha no Legislativo”, alerta o coordenador-geral do SINJUS, Alexandre Pires.

Proposta extingue cargos de função de confiança

Outro retrocesso contido no PL 2308/2020 é a extinção de outros 365 cargos de função de confiança, cuja ocupação se dá exclusivamente por servidores efetivos. O objetivo do Tribunal é viabilizar o aumento dos cargos comissionados de livre nomeação e sem necessidade de aprovação em concurso público (clique aqui e saiba mais).

Em sua justificativa, o TJMG afirmou que não há mão de obra qualificada entre os servidores efetivos para assessorar os juízes. “Além de limitar as possibilidades de promoção na carreira, o Tribunal ainda menospreza os servidores que estão superando todos os obstáculos para aumentar a produtividade do Judiciário mineiro mesmo em um período de pandemia. Este deveria ser um momento de valorização, não de propostas e justificativas como essas”, ressalta o diretor de Assuntos Jurídicos do SINJUS, Wagner Ferreira.

Tramitação na ALMG

O PL 2308/2020 chegou à ALMG no final de 2020. Em 17 de dezembro, a relatoria da matéria na CCJ foi distribuída ao deputado Bruno Engler (PRTB). No começo deste ano, ainda durante o recesso do Legislativo, o SINJUS realizou contatos com vários deputados estaduais em busca de apoio contra o projeto do TJMG. Ofícios, juntamente com análises, foram enviados a todos os parlamentares apontando os retrocessos que as mudanças podem ocasionar no Judiciário mineiro e na carreira dos servidores. Também foi solicitada a realização de audiências públicas para debater o projeto.

Em abril, após articulações do SINJUS, o deputado Sargento Rodrigues (PTB) aprovou requerimento para que uma audiência pública seja realizada quando a matéria chegar à Comissão de Administração Pública (CAP), da qual é membro suplente.

Nesta segunda-feira, dia 24 de maio, com a nova movimentação na tramitação do PL 2308/2020 na ALMG, o SINJUS intensificou as tratativas com o novo relator da matéria na CCJ, deputado Sávio Souza Cruz. O objetivo é conseguir espaço para que o Sindicato possa ser ouvido durante as discussões do projeto.

Mobilização

O SINJUS segue atento e em busca de apoio contra a redução de vagas nas promoções verticais do TJMG. Por isso, convocamos a categoria a ficar alerta às futuras convocações dos próximos dias. Acompanhe as nossas mídias e fique informado sobre essa batalha.

SINDICATO É PRA LUTAR

Notícias relacionadas

CASA DA (IN)JUSTIÇA EM 2021, CONTINUA A LUTA CONTRA REDUÇÃO DE VAGAS NA PV segunda-feira, 25/01/21 18:31 No dia 11 de janeiro, o SINJUS-MG soltou um alerta quanto a algumas lutas que vêm sendo impostas à categoria pela Presidência do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e que precisarão ser intensificadas em 2021, independentemente da ... leia mais
PL2308/20 TJMG AFIRMA NÃO TER MÃO DE OBRA QUALIFICADA ENTRE SERVIDORES terça-feira, 26/01/21 19:38 Você deve ter visto na reportagem publicada pelo SINJUS-MG, nesta segunda-feira (25), que o PL 2308/2020 em tramitação na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) extingue 368 cargos de Oficial Judiciário, reduzindo assim as vagas da Promoção Vertical (PV). Mas o prejuízo aos servidores não para por aí. Na ... leia mais
PL2308/2020 - MOBILIZAÇÃO TJMG JOGA DESVALORIZAÇÃO DO SERVIDOR PARA ALMG sexta-feira, 29/01/21 12:03 A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) retoma os trabalhos, na próxima segunda-feira, 1º de fevereiro, abrindo o terceiro ano da Legislatura. A semana vai começar para os parlamentares já com sessão plenária para as cerimônias de posse da ... leia mais

Últimas notícias

ver mais
Grupo de manifestantes da 'Frente de Sindicatos do Funcionalismo contra o RRF' estão em frente à Cidade Administrativa, sede do Governo de MG. Eles estão com faixas de protesto contra o Regime de Recuperação Fiscal. Neste grupo estão dirigentes sindicais do SINJUS- MG, Alexandre Pires (coordenador-geral) e Felipe Rodrigues (diretor de finanças). #NAOAORRF ATO CONTRA RRF REÚNE CENTENAS DE SERVIDORES NA CIDADE ADMINISTRATIVA sexta-feira, 05/08/22 18:03 Entidades que representam servidores públicos de várias categorias se reuniram nesta sexta-feira, 5 de ...
Ilustração digital de uma mulher sentada com um laptop sobre um calendário gigante, ela observa o horizonte por meio de uma luneta, como se estivesse planejando algo para uma data no futuro. Ao lado desta imagem, há uma nota de dinheiro e uma pilha de moedas, sugerindo uma reserva financeira para o plano que a mulher pretende realizar. INFORMAÇÃO TJ PAGA INDENIZAÇÃO DE FÉRIAS NO DIA 12/8; ENTENDA sexta-feira, 05/08/22 16:45 FOTO: NAKI-SAMA/FREEPIK O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador José ...
Diante de um cenário infernal há uma parede em ruínas com a bandeira de Minas Gerais, ela está sendo destruída por uma bola de demolição onde se lê RRF (Regime de Recuperação Fiscal). Do lado esquerdo, há um sinal de proibição, dentro dele há um símbolo de uma lupa sobre um papel com um cifrão, que representa a fiscalização de finanças. #DIGANAOAORRF RRF IMPEDE QUE MINAS CONTESTE VALORES OU FAÇA AUDITORIA DE DÍVIDAS quinta-feira, 04/08/22 17:42 Um dos grandes interesses do governo federal por trás do Regime de Recuperação Fiscal ...
Top Fale conosco