NOTA DE REPÚDIO

FENAJUD SE POSICIONA CONTRA O AUTORITARISMO

sexta-feira, 10/09/21 14:13

Foto: Fenajud/Reprodução

A Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados (Fenajud) vem a público se posicionar acerca das declarações do Presidente da República, Jair Bolsonaro, ditas durante pronunciamento no último 7 de setembro. Na ocasião, o chefe de Estado – que se insurgiu contra o Poder Judiciário, pois este autorizou investigação no Inquérito das Fake News e no caso das rachadinhas – atacou os pilares da democracia, inflou seus apoiadores para que atuassem com ódio e conflitos, e colocou o país na beira do abismo.

A Federação, que representa mais de 170 mil servidores e servidoras em todo país, lembra que este processo de disseminação de ódio e desrespeito às Instituições só foi possível graças ao respaldo destas mesmas entidades em 2016, quando assinaram o golpe de estado contra a presidente da República destituída, Dilma Rousseff.

Porém, ainda assim, a Federação se posiciona nesta situação ao lado da Constituição e do Poder Judiciário. A entidade ressalta que o descumprimento de decisões judiciais constitui crime de responsabilidade e que nenhuma pessoa, mesmo que seja autoridade, está acima da Lei.

Em face do momento crítico que estamos vivenciando, mesmo com o pedido público de desculpas do presidente, divulgado nesta quinta (09), a Fenajud reitera seu posicionamento e cobra ação firme e atuante dos presidentes de ambas as casas que formam o Congresso. É urgente que estas autoridades reajam às investidas antidemocráticas e atuem com foco nas políticas públicas que possibilitem a retomada econômica, o combate à inflação, o combate à corrupção, o enfrentamento ao desemprego e a fome e paralisem urgentemente a tramitação das pautas prejudiciais à sociedade, como a reforma administrativa (PEC 32/2020) – que prejudica o serviço público, atingindo milhões de pais e mães de família que precisam desses serviços.

Por fim, a Fenajud aponta que sempre estará ao lado do Estado Democrático de Direito e da livre expressão e jamais compactuará com falas golpistas e falaciosas que possam levar o país a uma guerra civil e a grave recessão.

Fonte: Fenajud

Notícias relacionadas

ARTIGO ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS NÃO PODEM SER TOLERADOS quinta-feira, 09/09/21 17:49 No último dia 7 de setembro, data em que se comemora o Dia da Independência do Brasil, houve manifestações contra e a favor do governo Bolsonaro em várias cidades do País. As manifestações são direito fundamental do cidadão garantido ... leia mais

Últimas notícias

ver mais
Deputados estaduais conversando na Mesa Diretora e no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Ao fundo há uma parede em granito preto e um grande telão que projeta a imagem de um parlamentar que discursa na tribuna. BENEFÍCIO LEI AMPLIA LICENÇA-PATERNIDADE DO SERVIDOR ESTADUAL segunda-feira, 20/09/21 18:45 Foto: Henrique Chendes/Arquivo ALMG Foi publicada no sábado, dia 18 de setembro, no Diário ...
Plenário da Câmara dos Deputados com a maioria das cadeiras vazias, tendo apenas uma deputada com vestido amarelo e um deputado com terno azul. Na Mesa Diretora, uma deputada de cabelo preto liso preside a sessão com um deputado calvo de um lado e um de cabelo grisalho do outro. No canto superior, há uma arte de uma bomba de dinamite com os dizeres “Reforma Administrativa”. LUTA DECISIVA SEMANA SERÁ DE MOBILIZAÇÃO INTENSA CONTRA A PEC 32 segunda-feira, 20/09/21 12:35 Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados A pressão dos sindicatos e das entidades sociais na luta ...
ASSISTA À LIVE #30: PEC 32 E NEGOCIAÇÕES COM O TJMG sexta-feira, 17/09/21 19:37 Confira a Live SINJUS # 30, que traçou um panorama das duas principais frentes ...
Top