TRIÊNIO 2021-2024

SINJUS É ELEITO PARA COMPOR DIRETORIA DA FENAJUD

quarta-feira, 09/06/21 19:05

Nessa terça-feira, dia 8 de junho, foi eleita a nova Diretoria Colegiada da Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados (Fenajud). A exemplo da gestão anterior, o SINJUS-MG segue compondo o corpo diretivo, respondendo pela Coordenação de Assuntos Jurídicos da entidade no triênio 2021-2024. A chapa Gestão Unidade Nacional obteve 90% dos votos de delegados que participaram do 12º Congresso Nacional da Fenajud (Conseju). Também foram definidos os membros do Conselho Fiscal e aprovadas adequações no regimento interno.

Nesta gestão, a Coordenação de Assuntos Jurídicos da Fenajud será ocupada pelo coordenador-geral do SINJUS-MG, Alexandre Pires. “Nos últimos anos, a Federação intensificou a sua atuação em defesa dos servidores do Judiciário e dos trabalhadores brasileiros. É uma entidade forte e com muita interlocução nos estados e em Brasília. A eleição do SINJUS para continuar na Diretoria Colegiada e na Coordenação de Assuntos Jurídicos mostra que o Sindicato vem contribuindo de forma efetiva para as lutas nacionais.”, ressalta o dirigente.

Alexandre Pires irá suceder a Wagner Ferreira, atual diretor do SINJUS que ocupou a coordenação jurídica da Fenajud entre 2019 e 2021. “Na última gestão da Fenajud, conseguimos conquistas importantes para os servidores e evitamos que vários direitos fossem retirados. Foram muitas as lutas e outras ainda estão em curso, mas o sentimento é de dever cumprindo e de boas perspectivas, pois a Coordenação de Assuntos Jurídicos da Federação estará sendo liderada pelo competente companheiro Alexandre Pires”, afirma Wagner Ferreira.

12º Conseju – Parte 1

O Congresso Nacional da Fenajud, que é a instância máxima da Federação, contou com a participação de mais de 200 pessoas entre delegados, convidados e observadores.

Ainda no início da atividade alguns dirigentes da Gestão Novo Tempo, que geriu a entidade até esta terça (08), saudaram os participantes e se solidarizaram com as vítimas da Covid-19 e seus familiares. Ressaltaram as perdas vivenciadas no Poder Judiciário e a necessidade urgente de políticas que garantam vacinação em massa, a fim de garantir segurança sanitária para retorno aos trabalhos presenciais. Na oportunidade os dirigentes falaram ainda da necessidade de união para continuidade dos trabalhos e lutas em prol da categoria, agora sob nova direção.

Durante o Congresso, que aconteceu pela primeira vez de modo virtual, em uma conjuntura única – onde os trabalhadores sofrem com diversas ameaças de perdas, retirada de direitos e negativa de novas conquistas – a maioria das falas ressaltou como os sindicatos terão de lutar contra as desigualdades e a exclusão, cada vez mais latentes.

Prestação de contas

Ainda durante as Eleições da Fenajud o coordenador de Finanças, Roberto Eudes, e a contadora da Fenajud apresentaram as boas práticas e a política financeira adotadas pela Instituição por meio da gestão que liderou a Federação de 2018 a 2021. Em seguida os participantes tiveram acesso ao balanço financeiro dos anos de 2019, 2020 e do primeiro trimestre de 2021. A prestação de contas foi aprovada por quase 90% dos votos registrados.

XII Congresso – parte 2

O Congresso da Federação Nacional é o espaço máximo de exercício da democracia sindical. É o momento em que os trabalhadores e as trabalhadoras do judiciário estadual de todo o Brasil se reúnem para discutir a situação política, os desafios das profissões que compõem as estruturas da Justiça, os rumos das lutas em todos os estados e os direitos que veem sendo negados pelas Direções dos Tribunais. O debate sempre aconteceu de forma presencial, mas devido as restrições impostas pela pandemia, a necessidade de prevenção e, também, a falta de vacinação todo esse processo de debate presencial ficou inviabilizado. Desse modo, a Fenajud promoveu a eleição de modo virtual e o debate da conjuntura acontecerá de forma presencial. A previsão da Fenajud é que isso ocorra em uma segunda etapa que poderá acontecer em 9 e 10 de dezembro de 2021.

No Congresso os dirigentes se comprometeram a manter as atividades e lutas contra a Reforma Administrativa, em defesa do serviço público e contra qualquer medida que possa prejudicar os servidores e servidoras, bem como a população. Como uma das ações estão a realização de reuniões de alinhamento, que acontecerão nos próximos dias.

Direção eleita 

Tomaram posse:

Coordenação Geral
1 – JANIVALDO RIBEIRO NUNES – Sinsjusto –TO
2 – ALEXANDRE LIMA SANTOS – Sindijustiça – RN
3 – ARLETE ROGOGINSKI – SINDIJUS PR

Coordenação da Secretaria Geral
JOSÉ IVONALDO BATISTA – SINTAJ PB

Coordenação de Finanças
ROBERTO EUDES FONTENELE MAGALHÃES – Sindjustiça-CE

Coordenação de Assuntos Jurídicos
ALEXANDRE PAULO PIRES DA SILVA – SINJUS MG

Coordenação de Comunicação
CLEYSON FRANCISCO DA SILVA– SINTAJ AL

Coordenação de Formação Sindical
ANNE CHRYSTIANE DA SILVA MARQUES –Sinjap -AP

Coordenação de Política Sindical e Relações Internacionais
EDNALDO MARTINS SILVA OLIVEIRA – Sindijus-SE

Coordenação de Saúde dos Trabalhadores e Previdência
CAROLINA RODRIGUES COSTA – SINJUSC SC

Coordenação de Assuntos Parlamentares
EDUARDO MENDONÇA COUTO – SERJUSMIG MG

Coordenação de Gênero, Etnia e Geracional
ANA CAROLINA MARTINS LÔBO – SINDJUD PE

Coordenação Regional Sul
EMANUEL DALL’BELLO DOS SANTOS – Sindjus – RS

Coordenação Regional Sudeste
Nelson Lara Siqueira Jr. – Sindijudiciário-ES

Coordenação Regional Centro-Oeste
LEONARDO BARROS DE LACERDA – SINDIJUS MS

Coordenação Regional Nordeste
LUIZ CLÁUDIO DA SILVA OLIVEIRA – SINTAJ BA

Coordenação Regional Norte
GISLAINE MAGALHÃES CALDEIRA – SINJUR RO

SUPLÊNCIA DA DIREÇÃO COLEGIADA:
1 – Hélio Lentz Puerta Neto – SC
2 – Simone Maria Pamplona Moreira – PA
3 – Alcides Campelo de Albuquerque Jr.- PE
4 – Ana Maria Gomes de Souza – MG
5 – Waldivino Liberato Vieira Neto – GO

SINJUS com informações da Fenajud

Top