NOVAS CÂMARAS

TJMG propõe 10 novos cargos de desembargador

segunda-feira, 14/12/20 18:29

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) pretende criar dez novos cargos de desembargador na estrutura do órgão e, com isso, viabilizar a implantação de duas novas Câmaras especializadas no âmbito da Justiça de Segunda Instância. O incremento se daria a partir da extinção de igual número de juízes de Direito Substituto de Segundo Grau, criados por lei complementar em 2016, mas ainda hoje sem provimento.

A medida foi aprovada em sessão do Órgão Especial do TJMG no dia 25 de novembro e recebida pelo plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais no dia 1º deste mês sob a forma do Projeto de Lei Complementar 47/2020. Para ser aprovado, o PLC 47 precisa passar por dois turnos de votação, após tramitar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na Comissão de Administração Pública (CAP) e Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO).

Na justificativa do projeto, o TJMG argumenta que os novos cargos de desembargador criados não provocariam qualquer impacto financeiro na folha de pagamento do órgão uma vez que possuiriam a mesma correspondência dos cargos de juízes a serem extintos.

A medida, ainda de acordo com a justificativa da Administração, se faz necessária em função do crescente volume processual concentrado na Segunda Instância. “O incremento do número de cargos é indispensável na atual conjuntura em que se encontra o Poder Judiciário nacional, caracterizada por significativo e contínuo aumento do número de processos que aportam, sobretudo, no segundo grau de jurisdição, tanto na área cível quanto na criminal, com relevância para a imensa quantidade de recursos envolvendo matérias repetitivas”, cita o TJMG.

De acordo com o TJMG, as duas novas Câmaras a serem criadas atendem ainda a recomendações e metas nacionais traçadas pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça), à medida em que se voltam à especialização de unidade judiciária nos tribunais para o julgamento de matérias que mereçam interesse exclusivo. “A adoção da medida contribuirá, sem dúvida, para a redução do resíduo anual de processos, propiciando, ademais, uma resposta mais rápida e eficiente à sociedade, ao assegurar uma adequada prestação jurisdicional”, defende o TJMG.

APOIO AOS NOVOS DESEMBARGADORES

Em outro projeto de lei enviado ao Legislativo (PL 2308/2020), o TJMG estabelece a criação de 40 cargos de assessor judiciário, sendo 30 de recrutamento amplo e 10 de recrutamento limitado. Cria ainda 20 cargos de assistente judiciário de recrutamento amplo e 2 cargos de gerente de cartório e 2 de escrevente, sendo estes quatro de recrutamento limitado. Estes cargos visam dar apoio aos gabinetes dos futuros desembargadores e aos dois novos cartórios que serão criados. Para criação desses cargos, o tribunal pretende extinguir 368 cargos efetivos vagos de oficial judiciário, como detalha o SINJUS nesta matéria.

Notícias relacionadas

URGENTE PL REDUZ VAGAS NA PROMOÇÃO VERTICAL segunda-feira, 14/12/20 18:18 O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) enviou à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) o Projeto de Lei nº 2.308/2020 que vai extinguir 368 cargos efetivos de Oficial Judiciário. A proposta vai impactar diretamente a carreira dos atuais servidores ocupantes ... leia mais

Convênios

ver mais
Bio Mundo Alimentação Saudável Nova Granada - Caiçaras . Belo Horizonte (31) 2565-4862 - (31) 3654-2003 @biomundobhdelrey 15% ver mais
Hermes Pardini Laboratórios . Diversas cidades (31) 3228-6200 www3.hermespardini.com.br/ Até 30% ver mais
Drogaria Araujo Drogarias / Farmácias . Diversas cidades (31) 3270-5000 https://www.araujo.com.br/ Até 80% ver mais
SESC Minas Gerais Lazer São Franciso . BH (31) 3270 8100 www.sescmg.com.br 20% ver mais
Valéria Saramago Psicologia Carmo Sion . BH (31) 3226 6283 / 99128 4772 50% ver mais
Top