NÃO AO RRF

DOCUMENTOS CONFIRMAM INTENÇÃO DE ZEMA DE CONGELAR CARREIRAS E SALÁRIOS

terça-feira, 07/03/23 19:40 Grupo de dirigentes sindicais se reúne com o deputado estadual Ulysses Gomes na ALMG. Entre os dirigentes estão Felipe Rodrigues (diretor de finanças) e Alexandre Pires (coordenador-geral).

Nesta terça-feira, dia 7 de março, tudo aquilo que o SINJUS-MG já havia divulgado sobre as inconsistências e as inverdades propagadas pelo governador Romeu Zema (Novo) a respeito do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) foi confirmado no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) pelo deputado estadual Ulysses Gomes (PT), líder do Bloco Democracia e Luta. Cópia da nota técnica apresentada por Romeu Zema ainda na gestão do governo Jair Bolsonaro, na qual pleiteava a adesão de Minas Gerais ao RRF, deixa clara a intenção do governador de congelar carreiras e salários por nove anos.

A Nota Técnica MG/RRF n. 4 – Despesas de Pessoal 2022, assinada por representantes da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais foi conseguida pelo deputado Ulysses Gomes em reuniões com ministros do governo Lula.

Diferentemente do que Zema dizia na imprensa, a nota técnica de seu governo é categórica ao afirmar que a projeção para as despesas com pessoal de 2023 até 2033 só seria corrigida pelo crescimento vegetativo da folha. Portanto, sem qualquer recomposição inflacionária ou concessão de promoções verticais. Na prática, seria o congelamento de salários e o de carreiras no período de nove anos em que duraria o RRF. No documento, o governo de Minas também explicita que não iria realizar concursos públicos para a reposição do quadro de pessoal dos órgãos do Estado (clique aqui e veja matéria do SINJUS que alertava sobre esses riscos).

Segundo o coordenador-geral do SINJUS, Alexandre Pires, a divulgação desses documentos só confirma o quanto o Sindicato esteve correto em sua atuação firme contra o RRF e na luta aguerrida que conseguiu impedir que o projeto tramitasse na ALMG durante a primeira legislatura de Romeu Zema.

“Nos últimos quatro anos e mais intensamente durante a campanha eleitoral, foram muitas desinformações propagadas por Romeu Zema para tentar iludir o servidor a respeito do Regime de Recuperação fiscal, colocando a proposta como tábua de salvação de Minas Gerais. Por isso, foi importante a atuação do Sindicato publicando informação de qualidade e fundamentada, além, claro, de se posicionar contra a continuidade desse projeto político que pretende sucatear o estado e privatizar o patrimônio da população mineira”, ressalta Alexandre Pires.

A proposta de adesão do governo de Minas soou descolada da razoabilidade até mesmo para o Ministério da Economia, que questionou o rol de medidas que se pretendia implementar. No Parecer SEI n. 15485/2022/ME, emitido em novembro do ano passado, é destacado que a projeção de crescimento das despesas com pessoal não considerava qualquer atualização monetária. A Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento do governo federal também acrescentou que a peça do governo estadual desconsiderava até mesmo a obrigatoriedade de cumprimento do piso salarial do magistério.

Assim, os dois documentos só confirmam o que o SINJUS, juntamente com outras entidades sindicais, vem denunciado: o RRF será desastroso para o serviço público e para as famílias que dele necessitam (saiba mais).

Não ao RRF em Minas

Com o fim da legislatura anterior, o Projeto de Lei 1.202/2019, que previa a adesão de Minas ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) foi arquivado. Para voltar a tramitar, o governador Romeu Zema pode solicitar o desarquivamento ou enviar outro PL de teor semelhante. Questionado pelo diretor de Finanças do SINJUS, Felipe Rodrigues, o deputado Ulysses Gomes (PT) informou que ainda não há indícios de que o governo estadual pretenda renovar o impulso oficial para que a proposta de adesão ao RRF volte a tramitar na Assembleia Legislativa.

Ainda assim, o SINJUS segue vigilante e em articulação para evitar que o RRF volte a ser um risco para os servidores e para os cidadãos mineiros. Acompanhe as nossas mídias e fique informado sobre essa frente de batalha.

SINDICATO É PRA LUTAR!

 

Notícias relacionadas

Diante de um cenário infernal há uma parede em ruínas com a bandeira de Minas Gerais, ela está sendo destruída por uma bola de demolição onde se lê RRF (Regime de Recuperação Fiscal. Do lado esquerdo da parede há um letreiro com o texto "Direitos em risco". Conteúdo textual: INFORMAÇÃO - RRF é uma ameaça ao serviço público; leia a série especial do SINJUS
INFORMAÇÃO RRF É UMA AMEAÇA AO SERVIÇO PÚBLICO; LEIA A SÉRIE ESPECIAL DO SINJUS quinta-feira, 21/07/22 17:51 A adesão de Minas Gerais ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) será muito danosa ao Estado, aos servidores e serviços públicos e à população. Empresas estatais, como Cemig, Copasa e Codemig, terão que ser vendidas e investimentos públicos em ... leia mais
arte com uma bola de demolição (ou bola rompedora) quebrando uma parede em que está a bandeira do Estado de Minas Gereis. Na bola está escrito a sigla RRF, em referência ao Regime de Recuperação Fiscal.
ESTRATÉGIA DA DESINFORMAÇÃO ÓRGÃOS FEDERAIS EXPÕEM MENTIRA DE ZEMA SOBRE RRF terça-feira, 18/01/22 17:45 Os recentes pareceres do Tesouro Nacional e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) mostram que o governador Romeu Zema (Novo) usou de estratégias de desinformação para tentar enganar os servidores e impor o Regime de Recuperação Fiscal (RRF) em ... leia mais

Últimas notícias

ver mais
No primeiro plano há um gráfico com duas setas, uma ascendente na cor verde marcada como Produtividade e outra descendente na cor vermelho onde está escrito valorização. No segundo plano há a imagem do edifício sede do tribunal de Justiça de Minas Gerais. DESVALORIZAÇÃO TJMG SUPERA METAS DE PRODUTIVIDADE, MAS NEGLIGENCIA DIREITOS DOS SERVIDORES quinta-feira, 22/02/24 17:56 Na última terça-feira, dia 20 de fevereiro, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais ...
Registro de uma sessão no plenário do Supremo Tribunal Federal, com os ministros vestidos com togas pretas sentados em uma mesa, o ambiente aparenta muita formalidade. Sobre essa imagem há um selo preto grande que simula um adesivo, nele há a mensagem "Não ao RRF!". NÃO AO RRF! STF CONFIRMA AMPLIAÇÃO DO PRAZO DE SUSPENSÃO DA DÍVIDA DE MG, E SINDICATOS COBRAM ACORDO quarta-feira, 21/02/24 17:49 Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) referendou nessa terça-feira, dia ...
montagem mostra uma mulher negra de costas, vestida com uma blusa branca, ela tem um laptop à sua frente e está com as mãos sobre o teclado, as unhas dela estão pintadas com esmalte vermelho. Na tela do computador, há uma tela onde há quatro pessoas, participantes de uma live do Sindicato SINTAJ-PB, em um dos quadros está o coordenador-geral do SINJUS-MG, Alexandre Pires, um homem branco, de cabelos bem curtos e barba bem curta. Conteúdo textual: Isonomia - Alexandre Pires defende Auxílio-Saúde digno para servidores do Judiciário em live do SINTAJ-PB. ISONOMIA ALEXANDRE PIRES DEFENDE AUXÍLIO-SAÚDE DIGNO PARA SERVIDORES DO JUDICIÁRIO EM LIVE DO SINTAJ-PB quarta-feira, 21/02/24 15:06 FOTO: DC Studio / Freepik Nessa segunda-feira, dia 19 de fevereiro, o coordenador-geral do ...

Convênios

ver mais
Espaço GS Pilates Fisioterapia Coração de Jesus . Belo Horizonte (31) 98284-0699 15% ver mais
Fábio Augusto Provinciali Terapias integrativas Funcionários . BH (31) 99261-4235 10% ver mais
DROGA RAIA Convênios . Belo Horizonte, RMBH, Rio de Janeiro, São Paulo, sul do Brasil. www.drogaraia.com.br 17% a 44% ver mais
DROGASIL Convênios . Minas Gerais, São Paulo, Nordeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil www.drogasil.com.br 17% a 44% ver mais
Top Fale conosco