REIVINDICAÇÃO

FENAJUD REQUER CRIAÇÃO DO PISO DO AUXÍLIO-SAÚDE PARA SERVIDORES; EM MG, SINJUS PEDE REAJUSTE REAL

terça-feira, 23/05/23 18:17 Mesa diretiva do CNJ durante sessão ordinária com a presidente do órgão, ministra Rosa Weber. Ao fundo está um grande letreiro em aço inox com fundo acarpetado cinza escuro, nele está escrito CNJ - Conselho Nacional de Justiça.

Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ

A Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados (Fenajud) formulou Pedido de Providências ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), pleiteando a alteração da Resolução 294/2019, de modo que seja regulamentado o piso para o Auxílio-Saúde dos servidores com base no mesmo parâmetro usado para regulamentar o piso para os magistrados. Dessa forma, o benefício seria fixado no percentual de 8% do subsídio destinado ao juiz substituto do respectivo tribunal.

O pleito se justifica já que, embora a redação da Resolução 294/2019, que regulamenta o programa de assistência à saúde suplementar para magistrados e servidores do Poder Judiciário, estabeleça um teto para o Auxílio-Saúde, fixado em 10% do subsídio devido ao juiz substituto do respectivo tribunal, não há um mínimo estabelecido, como no caso da magistratura. A ausência de uma porcentagem definindo um piso tem gerado valores discrepantes entre os tribunais, se afastando do intuito inicial da Resolução, que é justamente uniformizar a assistência à saúde para magistrados e servidores do Poder Judiciário.

Nesse sentido, a Fenajud ingressou com o pedido com o objetivo de garantir o acesso a um direito. Para a Federação, “a fixação do piso não atenta contra a autonomia dos tribunais, mas é uma providência, que, dentro da competência do CNJ, busca garantir, com o mínimo de efetividade, o direito de acesso à saúde”.

“Não existe motivo para que o CNJ fixe um piso apenas para o Auxílio-Saúde de magistrados, pois os demais servidores estão submetidos aos mesmos critérios e têm as mesmas necessidades, sem qualquer diferença em razão de cargo ocupado. Não se pode ter critérios diferentes quanto à questão da saúde, já que a própria resolução do CNJ fala em isonomia”, salientou o coordenador de Assuntos Jurídicos, Alexandre Pires, que também é coordenador-geral do SINJUS-MG.

Leia o Pedido de Providências na íntegra.

Fenajud entra com Pedido de Ingresso para unificar discussões sobre Auxílio-Saúde

A Fenajud também protocolou um Pedido de Ingresso como Terceiro Interessado na discussão sobre a Resolução nº 294, de 18 de dezembro de 2019, para que a entidade tenha constante participação em todos os debates que possam vir a ocorrer sobre aplicações ou alterações da política de Auxílio-Saúde dos servidores do Judiciário.

Leia o Pedido de Ingresso (Terceiro Interessado) na íntegra.

Mesa de Negociações

Em Minas Gerais, a majoração do valor do Auxílio-Saúde pago aos servidores é uma das demandas que tem sido reiterada pelo SINJUS nas reuniões da Mesa de Negociações entre os Sindicatos e a Administração do TJMG. Nos encontros, o SINJUS tem reforçado a necessidade de o Orçamento 2024 incluir recursos suficientes para que o Auxílio-Saúde seja reajustado com valores substanciais. Essa é uma cobrança frequente, já que é um assunto de interesse de todos os servidores, ativos e aposentados. 

SINJUS-MG com informações da Fenajud 

SINDICATO É PRA LUTAR!

Notícias relacionadas

Mesa de Negociações TJMG anuncia abertura de inscrições da PV 2022 e publicação dos quinquênios terça-feira, 09/05/23 18:50 Na manhã desta terça-feira, 9 de maio, os Sindicatos representantes dos servidores do Poder Judiciário mineiro participaram de reunião da Mesa Permanente de Negociações com a Administração do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). O encontro trouxe importantes ... leia mais

Últimas notícias

ver mais
Imagem Acessível: Há duas pessoas, um homem negro e uma mulher branca em trajes sociais em frente ao computador. O ambiente está escuro, iluminado somente pelo monitor, há vários computadores em bancadas com cadeiras vazias em frente. Conteúdo textual: Plantão de habeas corpus - TJMG realiza pagamentos apenas para plantões realizados até 2023 e sindicatos criticam falta de transparência. PLANTÃO DE HABEAS CORPUS TJMG REALIZA PAGAMENTOS APENAS PARA PLANTÕES REALIZADOS ATÉ 2023 E SINDICATOS CRITICAM FALTA DE TRANSPARÊNCIA sexta-feira, 12/04/24 18:50 O SINDOJUS/MG, o SERJUSMIG e o SINJUS-MG informam que a administração do Tribunal de ...
Imagem Acessível: Vista aérea do espaço de convivência na sede do TJMG, um lugar amplo, com muitos canteiros verdes em formatos orgânicos, gazebos e bem iluminado. Conteúdo textual: PRIORIDADES? - TJ REFORMULA ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA, MAS CONDIÇÕES PREDIAIS CONTINUAM INADEQUADAS. PRIORIDADES? TJ REFORMULA ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA, MAS CONDIÇÕES PREDIAIS CONTINUAM INADEQUADAS sexta-feira, 12/04/24 17:39 O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) inaugurou, nesta quinta-feira, 11 de abril, ...
TRANSPARÊNCIA AGO APROVA CONTAS DE 2023 E ORÇAMENTO 2024 DO SINJUS sexta-feira, 12/04/24 17:32 As filiadas e os filiados ao SINJUS-MG aprovaram, por unanimidade, nesta sexta-feira, dia 12 ...

Convênios

ver mais
Espaço GS Pilates Fisioterapia Coração de Jesus . Belo Horizonte (31) 98284-0699 15% ver mais
DROGA RAIA Convênios . Belo Horizonte, RMBH, Rio de Janeiro, São Paulo, sul do Brasil. www.drogaraia.com.br 17% a 44% ver mais
DROGASIL Convênios . Minas Gerais, São Paulo, Nordeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil www.drogasil.com.br 17% a 44% ver mais
Top Fale conosco