#DIGANAOAORRF

RRF IMPEDE QUE MINAS CONTESTE VALORES OU FAÇA AUDITORIA DE DÍVIDAS

quinta-feira, 04/08/22 17:42 Diante de um cenário infernal há uma parede em ruínas com a bandeira de Minas Gerais, ela está sendo destruída por uma bola de demolição onde se lê RRF (Regime de Recuperação Fiscal). Do lado esquerdo, há um sinal de proibição, dentro dele há um símbolo de uma lupa sobre um papel com um cifrão, que representa a fiscalização de finanças.

Um dos grandes interesses do governo federal por trás do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) é a trava que impede aos estados que fizerem a adesão de moverem ações contra a União. Na prática, o dispositivo impede que Minas Gerais promova uma auditoria da dívida e até mesmo cobre na Justiça compensações em caso de perdas financeiras decorrentes de medidas do governo federal. O reflexo disso já está sendo sentido pela população mineira, pois a fixação de limite no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) pelo governo Jair Bolsonaro (PL) retira R$ 12 bilhões por ano dos cofres de Minas.

Além de restringir os investimentos públicos e congelar carreiras e salários dos servidores públicos por nove anos, o RRF também impede que os estados contestem a União sobre as respectivas dívidas. No caso recente das alíquotas de ICMS sobre combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e gás de cozinha, o pedido de adesão ao RRF feito pelo governador Romeu Zema (Novo) já está impedindo que Minas possa requerer a recomposição das perdas bilionárias na arrecadação.

Em duas decisões liminares do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Morais, São Paulo e Piauí já conseguiram que os valores que deixarão de arrecadar com a medida anunciada pelo governo federal sejam abatidos das dívidas desses estados com a União.

“Esse novo episódio só confirma o quanto o Regime de Recuperação Fiscal é danoso para os mineiros. Temos um governador que não pagou nenhuma parcela da dívida desde que assumiu, abriu mão de R$ 135 bilhões que o estado tinha direito a receber pela compensação da Lei Kandir e agora abre mão de outros R$ 12 bilhões anuais. Tudo isso alegando crise financeira. Os eleitores devem se perguntar se Romeu Zema pode abrir mão de recursos que são devidos às cidadãs e aos cidadãos mineiros e depois jogar as consequências para a própria população”, adverte o coordenador-geral do SINJUS-MG, Alexandre Pires.

Manifestação contra o RRF em Minas

Para denunciar essa má gestão do patrimônio público em Minas Gerais, diversas categorias integrantes da Frente de Sindicatos do Funcionalismo contra o RRF, da qual o SINJUS-MG faz parte, realizam um ato público nesta sexta-feira, dia 5 de agosto, às 9h, em frente à Cidade Administrativa, sede do governo estadual.

Todos em Minas precisam ser alertados sobre os severos impactos que o Regime de Recuperação Fiscal terá sobre o serviço público e sobre o atendimento à população. Entre nessa batalha e diga não ao RRF em Minas.

SINDICATO É PRA LUTAR!

 

Notícias relacionadas

Diante de um cenário infernal há uma parede em ruínas com a bandeira de Minas Gerais, ela está sendo destruída por uma bola de demolição onde se lê RRF (Regime de Recuperação Fiscal. Do lado esquerdo, há uma granada de mão em uma alusão ao título da notícia.
DIREITOS EM RISCO REGIME DE RECUPERAÇÃO FISCAL EM MINAS É MAIS UMA GRANADA NO BOLSO DOS SERVIDORES sexta-feira, 08/07/22 18:25 Desde que tomou posse como governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) vem tentando implementar uma política que visa à retirada de direitos dos servidores e ao sucateamento do serviço público disponibilizado à população. Além da Reforma da Previdência, ... leia mais
Diante de um cenário infernal há uma parede em ruínas com a bandeira de Minas Gerais, ela está sendo destruída por uma bola de demolição onde se lê RRF (Regime de Recuperação Fiscal. Do lado esquerdo, há maço de notas de 100 reais, em alusão à circulação de dinheiro público, desde a receita obtida e até a isenção fiscal.
DIREITOS EM RISCO II RECEITAS E POLÍTICA DE ISENÇÕES FISCAIS CONTRADIZEM JUSTIFICATIVA DE ZEMA PARA O RRF terça-feira, 12/07/22 17:01 FOTO: Pikisuperstar/ Freepik Nos últimos quatro anos, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), reiteradas vezes, propagou o discurso de crise fiscal em uma tentativa de impor à população a adesão do estado ao Regime de Recuperação Fiscal ... leia mais
Diante de um cenário infernal há uma parede em ruínas com a bandeira de Minas Gerais, ela está sendo destruída por uma bola de demolição onde se lê RRF (Regime de Recuperação Fiscal). Do lado esquerdo, na imagem, há uma imagem da sede do Supremo Tribunal Federal em Brasília, com uma estátua da deusa grega da Justiça, Themis, em destaque .Conteúdo textual: DIREITOS EM RISCO III - Decisões do STF sobre o RRF são uma ameaça à autonomia de Minas
DIREITOS EM RISCO III DECISÕES DO STF SOBRE O RRF SÃO UMA AMEAÇA À AUTONOMIA DE MINAS segunda-feira, 18/07/22 17:30 FOTO: Dorivan Marinho / STF Recentemente, duas liminares monocráticas expedidas por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) colocaram as servidoras e os servidores mineiros na mira do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) que o governador Romeu Zema (Novo) tenta ... leia mais

Últimas notícias

ver mais
No primeiro plano há um gráfico com duas setas, uma ascendente na cor verde marcada como Produtividade e outra descendente na cor vermelho onde está escrito valorização. No segundo plano há a imagem do edifício sede do tribunal de Justiça de Minas Gerais. DESVALORIZAÇÃO TJMG SUPERA METAS DE PRODUTIVIDADE, MAS NEGLIGENCIA DIREITOS DOS SERVIDORES quinta-feira, 22/02/24 17:56 Na última terça-feira, dia 20 de fevereiro, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais ...
Registro de uma sessão no plenário do Supremo Tribunal Federal, com os ministros vestidos com togas pretas sentados em uma mesa, o ambiente aparenta muita formalidade. Sobre essa imagem há um selo preto grande que simula um adesivo, nele há a mensagem "Não ao RRF!". NÃO AO RRF! STF CONFIRMA AMPLIAÇÃO DO PRAZO DE SUSPENSÃO DA DÍVIDA DE MG, E SINDICATOS COBRAM ACORDO quarta-feira, 21/02/24 17:49 Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) referendou nessa terça-feira, dia ...
montagem mostra uma mulher negra de costas, vestida com uma blusa branca, ela tem um laptop à sua frente e está com as mãos sobre o teclado, as unhas dela estão pintadas com esmalte vermelho. Na tela do computador, há uma tela onde há quatro pessoas, participantes de uma live do Sindicato SINTAJ-PB, em um dos quadros está o coordenador-geral do SINJUS-MG, Alexandre Pires, um homem branco, de cabelos bem curtos e barba bem curta. Conteúdo textual: Isonomia - Alexandre Pires defende Auxílio-Saúde digno para servidores do Judiciário em live do SINTAJ-PB. ISONOMIA ALEXANDRE PIRES DEFENDE AUXÍLIO-SAÚDE DIGNO PARA SERVIDORES DO JUDICIÁRIO EM LIVE DO SINTAJ-PB quarta-feira, 21/02/24 15:06 FOTO: DC Studio / Freepik Nessa segunda-feira, dia 19 de fevereiro, o coordenador-geral do ...

Convênios

ver mais
Espaço GS Pilates Fisioterapia Coração de Jesus . Belo Horizonte (31) 98284-0699 15% ver mais
Fábio Augusto Provinciali Terapias integrativas Funcionários . BH (31) 99261-4235 10% ver mais
DROGA RAIA Convênios . Belo Horizonte, RMBH, Rio de Janeiro, São Paulo, sul do Brasil. www.drogaraia.com.br 17% a 44% ver mais
DROGASIL Convênios . Minas Gerais, São Paulo, Nordeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil www.drogasil.com.br 17% a 44% ver mais
Top Fale conosco