RECOMPOSIÇÃO INFLACIONÁRIA

SINDICATOS REQUEREM AOS MEMBROS DO ÓRGÃO ESPECIAL DO TJMG O CUMPRIMENTO DAS DATAS-BASES

terça-feira, 02/04/24 18:16 A imagem mostra o auditório onde são realizadas as sessões do Órgão Especial do TJMG. Há uma longa mesa disposta de forma quase circular com cadeiras preto. No fundo, há um painel de madeira e na lateral bandeiras do Brasil e Minas Gerais.

O SINJUS-MG, o SERJUSMIG e o SINDOJUS/MG protocolaram nos gabinetes dos membros do Órgão Especial (OE) do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) o Ofício Conjunto 6/2024, requerendo medidas para o cumprimento da Lei n. 18.909/2010 e, por consequência, das Datas-Bases 2023 e 2024. No documento, os Sindicatos destacam que as perdas inflacionárias no período de 1º de maio de 2022 até 30 de abril de 2024 devem chegar a 8,07%, reduzindo o poder de compra dos servidores do TJMG.

A Lei n. 18.909/2010 prevê a recomposição inflacionária dos vencimentos da categoria com data fixada em 1º de maio de cada ano. Contudo, a atual gestão sequer enviou o projeto de lei com a revisão vencida em 2023. Já são 11 meses de inércia e de prejuízos significativos aos servidores. Assim, diante da proximidade do vencimento de mais um período, os Sindicatos cobram da Presidência do Tribunal que seja formulado um único projeto de lei para as Datas-Bases 2023 e 2024, com acumulado da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos últimos dois anos.

No documento enviado a todos os magistrados do Órgão Especial, é informando que, em comunicado do dia 20 de março, o presidente do TJMG, desembargador José Arthur Filho, informou que dará início à tramitação interna da minuta do projeto de lei contemplando as duas Datas-Bases e que precisa ser aprovada em comissões do TJMG e também pelo próprio OE antes de ser enviada para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Nesse sentido, os Sindicatos requerem apoio ao pleito legítimo da categoria, bem como a adoção das medidas necessárias por parte dos desembargadores que venham a garantir o cumprimento da Lei n. 18.909/2010 e a aplicação da correção das perdas inflacionárias aos vencimentos dos servidores do TJMG o mais breve possível.

“Uma rápida tramitação pelas comissões e a aprovação célere no Órgão Especial representaria um avanço significativo na garantia dos direitos dos servidores do Tribunal, demonstrando o reconhecimento, por parte dos desembargadores, dos servidores que os auxiliam na prestação jurisdicional à sociedade”, afirma o coordenador-geral do SINJUS-MG, Alexandre Pires.

Entre os argumentos apresentados no ofício, os Sindicatos destacam que o aumento contínuo do custo de vida e o atraso na correção dos vencimentos fazem com que os servidores enfrentem dificuldades financeiras crescentes, afetando não apenas suas condições de vida, mas também sua motivação e a produtividade no trabalho.

Outro ponto importante ressaltado foi que o TJMG tem margem no orçamento que possibilita a implementação desse direito. Além disso, as projeções apontam para um crescimento de receitas, viabilizando a adequação nos vencimentos dos servidores sem o comprometimento da saúde financeira do órgão.

Por fim, o SINJUS, o SERJUSMIG e o SINDOJUS/MG reforçam a necessidade de o TJMG valorizar seus servidores, pois a correção dos vencimentos é uma questão de justiça social e respeito aos direitos trabalhistas. Por isso, os Sindicatos estão unidos e engajados na batalha pelas Datas-Bases 2023 e 2024. Fique atento às mídias das entidades para se informar sobre as próximas ações e mobilizações.

SINDICATO É PRA LUTAR!

Notícias relacionadas

Há dois conjuntos marcados com círculos brancos em um fundo acinzentado, dentro de um deles está uma peça do jogo de xadrez que é o Rei, no outro conjunto há diversos peões. À peça do Rei estão atribuídas várias pilhas de moedas douradas, enquanto ao conjunto dos peões é destinada apenas uma pilha pequena de moedas.
DISCREPÂNCIA TJMG ADOTA POSTURA DESIGUAL EM RELAÇÃO A DIREITOS DE MAGISTRADOS E SERVIDORES segunda-feira, 01/04/24 19:03 FOTO: Olivier_Le_Moa / Envato Elements Em meio à luta dos servidores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) pelas recomposições inflacionárias, a nota divulgada na semana passada em que o presidente do Tribunal, desembargador José Arthur Filho, anunciou novos pagamentos ... leia mais
magem montagem, ao fundo branco se vê uma mão segurando uma nota rasgada no valor de cem reais na coloração azul, sendo colada por uma fita transparente contendo o escrito "DATA-BASE. Compondo a imagem se vê o logo campanha da data base já (sob um punho levantado se vê um selo com contorno vermelho e cinza, ao meio uma faixa na cor vermelho com o escrito Data-Base e abaixo a palavra já! .
PROTEÇÃO AO TRABALHADOR SEM A LEI DA DATA-BASE, SALÁRIOS DOS SERVIDORES DO TJMG ESTARIAM PELA METADE terça-feira, 26/03/24 17:30 Apesar das lutas que a categoria precisa travar todos os anos para garantir a recomposição inflacionária dos seus vencimentos, os números mostram que a Lei da Data-Base é de fato um instrumento de defesa dos direitos das servidoras e ... leia mais
Imagem com fundo texturizado amarelo, sob o mesmo se vê o escrito "Data-base é lei!" em letras maiúsculas na cor branca com contornos vermelhos.
DIREITO DA CATEGORIA DATA-BASE É LEI E PRECISA SER CUMPRIDA PELO PRESIDENTE DO TJMG sexta-feira, 22/03/24 17:54 A Lei Estadual 18.909/2010, conhecida como Lei da Data-Base, é um dos marcos mais importantes na trajetória de lutas dos servidores do Judiciário mineiro e um verdadeiro patrimônio da categoria. O direito foi conquistado após muita negociação, mobilização e ... leia mais
Foto diurna da fachada do TJMG, com aplicação de um selo escrito "Data-Base" e uma mão levantada para cima com os punhos fechados, simbolizando luta.
DATA-BASE JÁ! RECEITAS EM ALTA CONTRADIZEM O TJMG, QUE INSISTE EM DESRESPEITAR OS SEUS SERVIDORES terça-feira, 19/03/24 17:20 Mesmo com o orçamento de 2024 tendo margem para a implementação da Data-Base 2023 e com as receitas do estado apresentando desempenho acima do projetado nos dois primeiros meses deste ano, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) ... leia mais

Últimas notícias

ver mais
Imagem Acessível: Há duas pessoas, um homem negro e uma mulher branca em trajes sociais em frente ao computador. O ambiente está escuro, iluminado somente pelo monitor, há vários computadores em bancadas com cadeiras vazias em frente. Conteúdo textual: Plantão de habeas corpus - TJMG realiza pagamentos apenas para plantões realizados até 2023 e sindicatos criticam falta de transparência. PLANTÃO DE HABEAS CORPUS TJMG REALIZA PAGAMENTOS APENAS PARA PLANTÕES REALIZADOS ATÉ 2023 E SINDICATOS CRITICAM FALTA DE TRANSPARÊNCIA sexta-feira, 12/04/24 18:50 O SINDOJUS/MG, o SERJUSMIG e o SINJUS-MG informam que a administração do Tribunal de ...
Imagem Acessível: Vista aérea do espaço de convivência na sede do TJMG, um lugar amplo, com muitos canteiros verdes em formatos orgânicos, gazebos e bem iluminado. Conteúdo textual: PRIORIDADES? - TJ REFORMULA ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA, MAS CONDIÇÕES PREDIAIS CONTINUAM INADEQUADAS. PRIORIDADES? TJ REFORMULA ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA, MAS CONDIÇÕES PREDIAIS CONTINUAM INADEQUADAS sexta-feira, 12/04/24 17:39 O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) inaugurou, nesta quinta-feira, 11 de abril, ...
TRANSPARÊNCIA AGO APROVA CONTAS DE 2023 E ORÇAMENTO 2024 DO SINJUS sexta-feira, 12/04/24 17:32 As filiadas e os filiados ao SINJUS-MG aprovaram, por unanimidade, nesta sexta-feira, dia 12 ...

Convênios

ver mais
Espaço GS Pilates Fisioterapia Coração de Jesus . Belo Horizonte (31) 98284-0699 15% ver mais
DROGA RAIA Convênios . Belo Horizonte, RMBH, Rio de Janeiro, São Paulo, sul do Brasil. www.drogaraia.com.br 17% a 44% ver mais
DROGASIL Convênios . Minas Gerais, São Paulo, Nordeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil www.drogasil.com.br 17% a 44% ver mais
Top Fale conosco