Cuidados para idosos durante o distanciamento social

quinta-feira, 18/06/20 15:53

A pandemia do Covid-19 trouxe para o mundo diversas mudanças bruscas na rotina do ser humano. Uma das mudanças mais significativas foi a medida adotada do isolamento social para tentar controlar o avanço da doença. Mas, o processo de isolamento social traz grandes consequências para saúde física e emocional das pessoas, principalmente para os idosos, pois o ser humano é um ser social. Não nascemos para viver isolados e de repente fomos obrigados a nos afastarmos uns dos outros. Mas, precisamos entender que podemos continuar interagindo socialmente mesmo com o distanciamento social neste momento de pandemia.

Todas as faixas etárias sentem o reflexo do isolamento social. Vou destacar aqui os idosos que são considerados grupo de risco, pois a maioria já possui outras comorbidades como diabetes, hipertensão etc; e precisam se resguardarem mais, saindo de casa apenas em caso de extrema necessidade. Mas, ficar em casa não significa isolar-se socialmente e sim promover o distanciamento físico entre as pessoas. É possível continuar o contato social utilizando recursos tecnológicos como a internet que possui o papel fundamental neste período de distanciamento social. O celular, o computador, a internet entre outros recursos tecnológicos nos possibilitam conversar, participar de cursos, ver os parentes queridos e amigos.  A socialização é fundamental e ajuda a manter nossa saúde física e mental evitando possíveis quadros de depressão, ansiedade, transtornos do pânico entre outras doenças suscetíveis ao ser humano em quarentena.

Fazer parte de grupos de estudos on-line, que se reúnem com frequência, auxilia a passar a experiência da quarentena com mais tranquilidade além de proporcionar estimulação cognitiva para manter o cérebro ativo e saudável. O cérebro precisa ser estimulado para que a memória não fique prejudicada. O isolamento dentro de casa pode afetar diretamente a memória dos idosos, por isso é importante manter uma atividade intelectual e melhor ainda se ela for em grupo para que o convívio entre as pessoas aconteça mesmo que estejam distantes fisicamente. Possuímos a necessidade de pertencer à grupos. Isso nos faz sentirmos melhores, pois gostamos de compartilhar experiências e nos sentimos mais seguros e acolhidos.

Permanecer em casa exige muita resiliência, disciplina, foco e organização da rotina com atividades físicas e intelectuais imprescindíveis para fortalecer nossa saúde física e emocional. Estabeleça horários para alimentar-se, faça atividade física e intelectual, reserve momentos de lazer para assistir um filme, serie, leia um bom livro e ouça uma boa música. Tome sol para manter a vitamina D controlada no organismo. Mantenha contato virtual com parentes e amigos. Fortaleça sua fé! Reserve momentos para oração, reflexão e até mesmo meditação. Aproveite esta oportunidade para se autoconhecer e refletir sobre a vida. Não deixe de lado os cuidados com o corpo. Levante-se, tome um banho prazeroso, troque de roupa e não fique o dia todo de pijama. Penteie os cabelos, cuide-se. Assim, nosso cérebro entenderá com mais facilidade nossa rotina e conseguiremos manter os horários de sono e de alimentação equilibrados. Disciplina e foco são dois fatores importantes que auxiliam nossa vida.

A internet é essencial para nossa vida, mas devemos ter muito cuidado com o volume de informações que estamos recebendo diariamente numa velocidade incrível. A mente necessita de descanso de notícias ruins, portanto não fique o dia todo conectado às mídias acompanhando todos os detalhes sobre a pandemia. Escolha apenas um jornal ou noticiário para se informar sobre os acontecimentos e se atualizar. Tome cuidado com excesso de informações pelas redes sociais, principalmente com as Fake News. Leia com atenção o que recebe, e verifique a fonte se é segura antes de repassar. Notícias falsas geram pânico e insegurança nas pessoas.

Enfim, todos estes cuidados listados acima podem contribuir para suavizar um pouco este período de quarentena e para mantermos corpo e mente equilibrados com saúde. Lembre-se que tudo passa na vida e a pandemia também vai passar. Faça o distanciamento social, mas não deixe de interagir com as pessoas. Juntos somos mais fortes!

Débora Guizoli

Psicóloga – CRP 04/31433

Especialista em Gerontologia pela PUC/MG

(Coordenadora da MEMÓRIA ATIVA®)

www.memoriaativa.com.br

[email protected]

Grupo Vip no WhatsApp para maiores de 50 anos de idade.  99600-3044

Débora Guizoli

É psicóloga, com pós-graduação em Gerontologia pela PUC Minas. Atua como Instrutora da Memória Ativa no SINJUS-MG. Possui experiência com trabalhos em grupo focados em Estimulação Cognitiva e Desenvolvimento Humano.

Meus últimos artigos

ver mais
ARTIGO A IMPORTÂNCIA DA GRATIDÃO quarta-feira, 18/12/19 14:33
ARTIGO Meditar faz bem para saúde segunda-feira, 22/10/18 18:05

Convênios

ver mais
Top