Projeto de vida na terceira idade

sexta-feira, 28/08/15 17:05

                                          * Débora Guizoli Psicóloga (CRP – 04/31433) (Instrutora de Oficina de Memória)

 
Desejar faz parte do ser humano, em qualquer fase da vida seja ela a infância, a fase adulta ou até mesmo na terceira idade é necessário sonhar. Mas para que o sonho se torne realidade, é necessário um planejamento de metas. Somos preparados na sociedade atual essencialmente para o trabalho, e quando nos deparamos com a aposentadoria, às vezes ficamos sem rumo, sem saber como preencher o tempo que anteriormente era todo ocupado. Somos criados para termos uma carreira de sucesso, e sermos eternamente produtivos. Há uma ideia na juventude de que o único projeto de vida na terceira idade é “desfrutar” da aposentadoria. Infelizmente, não somos preparados para este momento da vida como deveríamos ser.
 
Citarei aqui alguns acontecimentos importantes na terceira idade, que devem ser recordados: a aposentadoria; a saída dos filhos de casa (Síndrome do Ninho Vazio); a saúde biológica e mental passam a necessitar de mais cuidados; a morte de parentes e amigos se torna mais constante; o interesse sexual pode diminuir; a energia não é mais a mesma. É um momento de muitas mudanças e que deve ser planejado para que a qualidade de vida esteja presente.
 
Para algumas pessoas estar aposentado é um fracasso social, é perder o lugar na sociedade; há um sentimento de inutilidade, uma crise existencial em que surge a seguinte dúvida: – Para que eu existo? – Qual é o sentido da vida? A autoestima cai e assim começa um processo depressivo difícil de ser revertido. Isso se explica em grande parte porque existe um movimento cultural de valorização do jovem, da carreira, do trabalho e do sucesso. O idoso ainda não é valorizado na sociedade como deveria ser.
 
A “Síndrome do Ninho Vazio” citada acima acontece quando os filhos saem de casa para morarem em outro local, constituir família, estudar fora (o que constitui um processo natural) e o papel da função de pais se perde. Até que se estabeleça uma nova ordem familiar, deve se tomar cuidado para que a depressão não faça parte da vida dos pais neste momento de mudança que necessita ser preenchido com novos objetivos de vida.
 
Mas existe também o lado positivo da terceira idade. Podemos dizer que nesta idade há mais experiência de vida o que nos permite encarar a realidade de forma mais madura sem muito estresse; há a sensação de dever cumprido e por último, há tempo disponível para fazer o que gosta. Você já sabe o que gosta de fazer? Senão comece a pensar sobre isso.
 
O ser humano é um ser criativo capaz de refazer sua história, seus projetos de vida em qualquer idade. É importante o planejamento pré-aposentadoria, a conscientização de como ocorre a aposentadoria em si e a elaboração de um projeto de aproveitamento pós–aposentadoria.
 
É essencial desenvolvermos nosso projeto de vida! Você já pensou no seu? Seguem algumas dicas para a construção de um projeto de vida:
 
·         Autocuidado;
·         Não desprezar a aparência externa;
·         Buscar novas amizades e manter as antigas;
·         Buscar atividades que nos ofereçam movimento;
·         Espiritualidade;
·         Criar novos interesses e manter o tempo ocupado de forma prazerosa;
·         Planejar metas no papel para o ano que se inicia.

A última dica citada acima é essencial para que o projeto de vida na terceira idade se concretize de verdade. Mas, lembre-se que as METAS devem ser Mensuráveis (claras e objetivas), Específicas (deve se saber o que quer exatamente), Temporais (com prazo para ser alcançada), Alcançáveis ( não podem ser absurdas) e Significativas (ter valor para quem deseja). Fique atento a isso e corra atrás dos seus objetivos! Se você já tem um projeto de vida está no caminho certo, continue firme nele. Caso não tenha pensado nisso ainda, aproveite a oportunidade e refaça a sua história.

Débora Guizoli

É psicóloga, com pós-graduação em Gerontologia pela PUC Minas. Atua como Instrutora da Memória Ativa no SINJUS-MG. Possui experiência com trabalhos em grupo focados em Estimulação Cognitiva e Desenvolvimento Humano.

Meus últimos artigos

ver mais
O que pode prejudicar nossa memória? sexta-feira, 18/11/16 15:00
Artigo: Em busca da Felicidade quarta-feira, 14/09/16 18:00
Top Fale conosco